Mundo

Golpista do Tinder ganha mais de R$ 150 mil em app de celebridades

Metrópoles | 21/02/22 - 14h02
Reprodução / Instagram

Simon Leviev, mais conhecida como Golpista do Tinder, estaria ganhando dinheiro legal e se despedindo do mundo do estelionato mostrado no documentário da Netflix. O israelense criou um perfil na plataforma Cameo, que permite venda de vídeos personalizados para fãs que fazem pedidos especiais.

De acordo com o site TMZ, Simon Leviev entrou na plataforma na última terça-feira (15/2), e já teria embolsado US$ 30 mil, cerca de R$ 153 mil.

Leviev, que foi batizado com o nome Shimon Hayut, cobra, em média, US$ 200 (R$ 1 mil reais) para vídeos pessoais e US$ 2 mil (R$ 10,2 mil) para empresas.

Ainda de acordo com o veículo, os fãs do Golpista do Tinder teriam pedido de tudo, desde mensagens de aniversário a conversas estimulantes. Ele diz em seu perfil que está animado por estar no Cameo.

Quem é Simon Leviev? - Shimon Hayut, que mudou seu nome para Simon Leviev, roubou mais de US$ 10 milhões – cerca de R$ 52 milhões – de mulheres que conheceu no Tinder, um dos mais famosos aplicativos de paquera do mundo.

Os crimes do golpista viraram o documentário O Golpista do Tinder, da Netflix, que mostrou três mulheres vítimas do homem. Ele fingia um estilo de vida luxuoso para atrair mulheres no Tinder e depois as convencia a “emprestar” dinheiro para ele, sumindo em seguida. Com o que roubava de uma vítima, ele impressionava a próxima e assim por diante.

O israelense foi preso entre 2015 e 2017, mas foi solto. Em 2019, ele cumpriu cinco meses na prisão em Israel, seu país de origem.