Brasil

Governo prevê vacinar público de 18 a 60 anos com uma dose em 2022

Nathalia Kuhl/Metrópoles | 09/10/21 - 19h11
Sobre a vacinação para menores de 18 anos, essa questão ainda será discutida, mas a pasta afirma que há doses suficientes, caso necessário | Hugo Barreto/Metrópoles

O Ministério da Saúde divulgou, nessa sexta-feira (8), que o público de 18 a 60 anos em 2022 vai receber uma dose de reforço para a imunização contra a Covid-19 no ano de 2022. A pasta vai disponibilizar para a população 354 milhões de imunizantes no ano que vem.

De acordo com o ministro Marcelo Queiroga, para que isso aconteça serão investidos R$ 11 bilhões. O governo estima aplicar mais duas doses na população acima de 60 anos e imunossuprimidos, com o intervalo de seis meses, além de mais uma dose de reforço na população até 59 anos. A pasta ainda não descarta a possibilidade de ampliar o público-alvo da campanha.

A vacinação para menores de 18 anos ainda está sob análise, mas a pasta afirma que há doses suficientes, caso necessário.

As vacinas disponibilizadas para o ano que vem serão da AstraZeneca (120 milhões de doses) e da Pfizer (100 milhões de doses). Mais 134 milhões de doses serão de saldos de contratos de 2021.

O chefe da Saúde considerou um cenário positivo. “Me permite assegurar que os brasileiros terão uma campanha muito eficiente e 2022 será o ano do fim da pandemia de Covid-19”, disse Queiroga.

O ministro ressaltou ainda que imunizantes da Covax Facility, aliança internacional conduzida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), não entram nesse pacote para 2022. “Está tendo muita dificuldade de entregar a vacina”. Ele ressalta que a maioria dessas doses será contratada ainda em 2021.