Polícia

Homem tenta despachar jibóia de 1,5 metro pelos Correios em Maceió; assista

TNH1 | 15/09/20 - 11h52 - Atualizado em 15/09/20 - 13h48

Um homem tentou enviar uma cobra da espécie jiboia por meio de uma encomenda postada em uma agência franqueada dos Correios, em Maceió. 

O pacote, que iria para o Rio de Janeiro, foi interceptado pelo aparelho de raio x do Centro de Triagem nessa segunda-feira, 14.

O Batalhão de Policiamento Ambiental foi acionado e recolheu o animal, que foi levado ao Instituto do Meio Ambiente (IMA). Em nota, o Correios informou que os órgãos de segurança sempre são acionados quando a fiscalização detecta conteúdo que esteja em desacordo com a legislação. 

"Os Correios trabalham em parceria com os órgãos de segurança pública para prevenir o tráfico de drogas e demais itens proibidos, por meio do serviço postal. Os empregados atuam de forma diligente e são capazes de identificar qualquer postagem cujo conteúdo esteja em desacordo com a legislação. Quando algum objeto proibido e/ou ilícito é detectado, os Correios acionam os órgãos competentes. Muitas das operações policias começam por apreensões realizadas pela fiscalização dos Correios. Neste caso, após a verificação por raio x, o objeto foi retido e o IBAMA foi acionado para realizar a apreensão. Por se tratar de assunto relacionado à segurança, os órgãos competentes devem ser acionados", diz a nota da empresa.

O animal, segundo o Sargento Júnior, que comandou a ocorrência, mede aproximadamente 1 metro e meio e estava aparentemente alimentado e "bem cuidado", apesar do confinamento inadequado. 

A equipe do Batalhão Ambiental registrou em vídeo o resgate do animal. Assita: 

Crime ambiental

A retirada de animais do habitat natural para fins de comercialização, além de crime ambiental, é caracterizado como tráfico de animais e pessoas com envolvimento podem pegar até um ano de prisão e pagar multa.

O caso está sendo investigado pela Polícia Federal (PF).