Maceió

Idosa de 76 anos recebe ajuda após sofrer maus-tratos do próprio filho

Ascom Seprev | 07/01/22 - 13h18 - Atualizado em 07/01/22 - 14h11
Ascom Seprev / Reprodução

A Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), por meio do Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa (NAPI) da Casa de Direitos, realizou, na manhã desta sexta-feira (7), uma visita domiciliar, em Jacarecica, em parceria com a Polícia Civil para averiguar uma denúncia de maus-tratos e negligência contra uma idoso de 76 anos.

A denúncia foi realizada pela filha da idosa, que procurou a Casa de Direitos de Maceió, localizada no bairro do Jacintinho, informando do caso, onde seu irmão, que possui a curatela da idosa, seria o possível autor dos casos de maus-tratos e negligência. Durante a denúncia, ela informou ainda que o autor é dependente químico e também viola os direitos da esposa e do filho.

Uma equipe multidisciplinar formada por psicóloga, advogada e assistente social da Seprev acompanhou a ação e realizou entrevista com a possível vítima. A visita contou ainda com uma equipe da Rede Acolhe, que tentou o acolhimento voluntário do possível agressor, mas não obteve sucesso. No local, durante a visita, foi constatada que a idosa não recebe cuidados de saúde como, por exemplo, o acompanhamento vacinal. A equipe irá encaminhar o caso para se certificar de que os cuidados básicos sejam garantidos.

Segundo a assistente administrativa do NAPI em Maceió, Karoline Moura, as propostas de serviço do núcleo incluem atuação na mediação e conciliação de conflitos, assessoria jurídica voltada para os direitos da pessoa idosa, intermediação e encaminhamento aos órgãos jurídicos, articulação junto aos órgãos assistenciais de proteção ao idoso, atendimento psicossocial, entre outros.

“Em casos de violência contra o idoso, por exemplo, nós acompanhamos a ocorrência de perto, realizando visitas e ofertando gratuitamente na Casa de Direitos assistente social, psicóloga e advogada”, explicou.

O Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa funciona na Casa de Direitos de Maceió, no mirante do Jacintinho, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Os interessados em serem atendidos podem entrar em contato por meio do telefone (82) 98727-7152, que também funciona como WhatsApp.