Esporte

Jogador é flagrado se masturbando ao lado de outro homem no meio da rua

Notícias ao Minuto | 15/01/19 - 16h54 - Atualizado em 15/01/19 - 17h19

O atacante norte-irlandês Gavin Whyte, que joga na seleção da Irlanda do Norte e no Oxford United, clube da terceira divisão da Inglaterra, se envolveu em um caso insólito no último fim de semana. Ele foi flagrado se masturbando no meio da rua, em Belfast, ao lado de outro homem. A cena foi registrada em vídeo e as imagens caíram nas redes sociais.

De acordo com a imprensa local, as autoridades policiais estão investigando o ocorrido. Nas imagens, a dupla aparenta embriaguez. O caso teria acontecido após a cerimônia do prêmio George Best Breakthrough Award , entregue pelo Belfast Telegraph Sports Awards.

Nesta terça-feira (15), o Oxford United se manifestou sobre o caso.

“É totalmente fora do personagem. Gavin é um jovem quieto e respeitoso que está totalmente arrasado com isso: raramente ouvi alguém com remorso por algo que ele lamenta e sabe que não deveria ter feito. Claramente ele bebeu demais, e também vamos lidar com isso, mas se você é um jogador de futebol ou não, esse tipo de comportamento é errado em todos os níveis”, disse Karl Robinson, dirigente do clube.

"Vamos nos sentar com Gavin hoje e vamos lembrá-lo em termos inequívocos de suas responsabilidades. Temos apoio psicológico e comportamental aqui para ajudá-lo a superar isso. Ele é um ótimo garoto e eu espero que os fãs possam perdoá-lo por um momento de loucura”, acrescentou.

Michael O'Neill, gerente da seleção da Irlanda do Norte, classificou a atitude de Gavin Whyte como “inaceitável”.

"As ações de Gavin no vídeo são claramente inaceitáveis e estão muito abaixo dos padrões que esperamos de um jogador da Irlanda do Norte. Sei que a Oxford United vai discipliná-lo apropriadamente por esse erro significativo e tanto seu clube quanto a federação irlandesa tomarão medidas para se certificar de que ele aprende com isso", afirmou.

O jogador também comentou o ocorrido e se mostrou arrependido.

"Foi um momento de estupidez, do qual me arrependo muito e com o qual tenho que tentar aprender. Só posso me desculpar com qualquer um que eu tenha ofendido e com o meu comportamento. Estou envergonhado mas tudo que posso fazer é tentar seguir em frente, me concentrar no meu futebol e garantir que nada como isso aconteça novamente", concluiu.