Brasil

Joice Hasselmann enviará à polícia mensagens do marido antes e depois da agressão

Isto É | 29/07/21 - 09h01 - Atualizado em 29/07/21 - 09h13
Reprodução

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que vai enviar à polícia as mensagens que recebeu do marido, o neurocirurgião Daniel França, antes e depois da agressão que sofreu em 17 de julho. Hasselmann afirmou que vai fazer uma ata notarial das conversas para mostrar que o marido não foi o autor do ataque. As informações são do portal O Globo.

Em sua conta no Twitter, a deputada diz que vai até as últimas consequências e que entregará seu sigilo telefônico (que já estaria à disposição) para as polícias. “Faço questão que os delegados vejam as mensagens. Outros boletins de ocorrência e notícias crime serão feitos essa semana. É muito material que está sendo levantado”, diz a parlamentar .

Hasselmann conta que acordou no domingo sobre uma poça de sangue e não sabe o que ocorreu. Ela sofreu fraturas na face na coluna.

Há a suspeita de que a deputada teria sido vítima de uma agressão doméstica. A parlamentar nega. Ela acha que alguém invadiu seu apartamento e a golpeou na cabeça causando o desmaio.

De acordo com o portal de notícias, trechos de mensagens, dois dias antes da agressão, dizem que França mandou fotos de joias à parlamentar para que ela escolhesse quais gostaria de ganhar de presente. Segundo a parlamentar, é um hábito comum do marido presenteá-la.

A deputada defende que na noite do dia 17 estava assistindo televisão quando teve um lapso de memória. Ela acordou na manhã seguinte deitada no chão em cima de uma poça de sangue sem saber o que aconteceu. Ela pediu ajuda ao marido, que dorme em quarto separado. Segundo a parlamentar, França dorme em outro quarto porque tem problemas com ronco.

“As pessoas estão imputando a ele coisas que jamais faria sendo o príncipe que é comigo. Meu marido tem que dar aula de marido para muita gente, porque ele sim sabe tratar uma mulher do jeito que uma mulher tem que ser tratada, como uma princesa”, disse Hasselmann ao portal de notícias.