Brasil

Jornalista da GloboNews é corrigida ao vivo após usar termo “denegrir”

Metrópoles | 26/05/22 - 14h18
Jornalistas da GloboNews | Foto: Reprodução

A jornalista da GloboNews Carolina Cimenti foi corrigida ao vivo nessa terça-feira (24/5), após usar o termo “denegrir” ao falar sobre Damien Abad, ministro recém-nomeado pelo presidente da França. Carolina informou que o ministro enfrenta acusações de estupro desde 2012 e ressaltou a importância do assunto ser debatido.

Ela diz que o assunto perde força por “vir impregnado de acusações, como campanhas usadas para ‘denegrir’ a imagem de pessoas”. A fala chamou atenção do apresentador Marcelo Cosme, que, logo ao fim da frase, a corrigiu.

“Nós cometemos escorregões às vezes, e precisamos lembrar para não acontecer. Você usou uma palavra que não usamos mais: denegrir. Como nós temos essa liberdade, quis chamar sua atenção para você poder se desculpar e não comentarmos mais sobre isso”, disse Cosme.

Carolina respondeu dizendo que realmente o termo está em desuso e se desculpou por utilizar uma expressão racista. “Não se usa mais essa palavra. Queria dizer que é como se as acusações ‘diminuíssem’ ou ‘manchassem’ a imagem deste homem. Usei uma palavra que é claramente racista, peço perdão”, concluiu.

Marcelo agradeceu a colega e os dois seguiram com a reportagem.