Brasil

Jovem é arrastado por tromba d’água em cachoeira de São Paulo; vídeo

Metrópoles | 23/02/21 - 11h37
Reprodução

O servidor público Marcos Henrique Nere Passos, de 23 anos, foi arrastado pela força de uma cabeça d’água em uma cachoeira em Praia Grande, no litoral de São Paulo, durante um passeio com a família. Bombeiros ainda fazem buscam pelo local.

Um vídeo gravado pelo celular de Márcia Lucena, uma das visitantes que estava com a família no local, e divulgados pelo G1, mostram o momento em que o jovem foi arrastado. Veja:

Marcos estava acompanhado da namorada, os pais e mais um casal de tios na Cachoeira do Melvi. Além do servidor público, outras cinco pessoas desapareceram durante fenômenos naturais similares em rios e cachoeiras da Baixada Santista neste fim de semana.

Segundo Carlos de Carvalho, tio de Marcos, o grupo chegou ao local pela manhã, com o céu nublado e uma chuva fina. Na cachoeira, famílias curtiam o fim de semana, inclusive com crianças. No entanto, depois de um tempo, ele notou que o lugar estava esvaziando, e o nível do rio, subindo. Então, decidiu chamar todos os parentes para voltarem para casa.

“Eu vi a água subindo cada vez mais rápido, e pensei: ‘tem alguma coisa errada aqui’. Olhando mais distante no rio, vi aquele monte de água vindo junto e falei ‘corre, corre, corre'”, relatou ao G1. Todos conseguiram sair da água em segurança, com exceção da esposa de Carlos e de Marcos Henrique.

“Peguei na mão da minha esposa e puxei. Ele [Marcos] estava segurando na mão da minha esposa. Nisso que eu puxei, ele soltou a mão dela. Tinha uma barra de ferro atrás, de um metro e meio. Ele segurou nela e ficou. Entramos em desespero, porque a água continuava a subir e ele ficou ilhado”, contou o tio.

Carlos afirmou que foram “cinco minutos de agonia, no máximo” e, logo depois, a água cobriu Marcos e o levou com a correnteza.

Equipes da Guarda Civil Municipal (GCM) e dos bombeiros foram ao local, mas não conseguiram iniciar as buscas de imediato por conta do volume da água. Os bombeiros iniciaram os trabalhos na manhã dessa segunda-feira (22/2).

No fim da manhã dessa segunda, a mochila de Marcos foi encontrada pelos bombeiros. Já durante a tarde, as buscas foram novamente interrompidas devido ao mau tempo e à possibilidade de fortes chuvas na região. A previsão é de que os trabalhos sejam retomados nesta terça-feira (23/2).