Mundo

Lockdown deixa mulher presa na casa de pretendente após 1º encontro

Metrópoles | 13/01/22 - 13h29 - Atualizado em 13/01/22 - 13h37
Reprodução

Depois que a cidade de Zhengzhou, na China, impôs um confinamento repentino devido a um surto de Covid, a chinesa de sobrenome Wang foi obrigada a permanecer na casa do homem que havia acabado de conhecer em um encontro às cegas.

A mulher compartilhou o relato sobre o episódio na rede social WeChat na semana passada e disse ter ficado presa na casa do pretendente depois de um jantar. No post, ela conta que vinha de Guangzhou e sua chegada em Zhengzhou era recente. A viagem foi feita para comemorar o Ano-Novo Lunar, que neste ano será celebrado por diversas culturas asiáticas no dia 1º de fevereiro. “Estou ficando mais velha, então meus pais organizaram mais de 10 encontros às cegas para mim”, comentou Wang no post.

De acordo com seu relato, o quinto homem da lista afirmou ser “bom na cozinha” e a convidou para sua casa para que pudesse cozinhar uma refeição. Ainda na casa do pretendente, porém, ela soube que a comunidade havia entrado em lockdown. Dessa forma, ficou presa na residência por quatro dias.

Apesar de um bom e disposto cozinheiro, Wang afirmou que o rapaz não falava muito, e que a situação “não foi nada ideal”. Ela não deixou claro na rede social se já foi autorizada a deixar o isolamento, mas a alta de casos de coronavírus se estabilizou na cidade nos últimos dias. De acordo com o jornal Global Times, mais de 100 casos da doença foram registrados em Zhengzhou na semana passada.

O país, que tem uma política rigorosa contra a Covid-19, fez com que confinamentos obrigatórios repentinos não causassem mais surpresa por já terem se tornado rotina nas comunidades nas quais o vírus é identificado.