Maceió

Maceió inicia vacinação contra Covid: funcionários do PAM Salgadinho recebem as doses

Redação TNH1 | 20/01/21 - 11h12 - Atualizado em 20/01/21 - 11h59
Cortesia/Bruno Protasio/TV Pajuçara

O município de Maceió iniciou nesta quarta-feira (20), a campanha de vacinação contra Covid-19, no PAM Salgadinho. Os primeiros a serem vacinados foram funcionários da unidade, que é referência para diversos exames e que recebe usuários de todo o estado. 

Marcos Luis Correia da Silva, de 58 anos, assistente administrativo do PAM Salgadinho, foi o primeiro a ser vacinado no local. Marcos contou que, durante a pandemia, perdeu dois irmãos para o coronavírus. "Só quem teve perdas tão próximas ou quem convive diariamente com essa doença pode perceber a extensão, a dor que ela pode causar nas pessoas queridas, amigos, colegas", falou Marcos.

Além de Marcos, foram vacinados o técnico administrativo José Maria da Silva, a enfermeira Pollyanna Santos de Oliveira e o médico infectologista Renee Oliveira. 

O prefeito de Maceió, JHC, disse que o trabalho na capital será para estimular as pessoas a serem imunizadas. "Cada um vai fazer a sua avaliação. Claro que a gente vai fazer todo o trabalho para ter esse estímulo. A gente tem que focar em quem quer se vacinar, e tenho certeza que tem muita gente que quer. O que está faltando é o imunizante", declarou o prefeito.

Primeira etapa

De acordo com o que foi divulgado pela Prefeitura, a vacinação acontecerá conforme agendamento feito pela Gerência de Imunização junto às instituições. Serão 6 equipes volantes voltadas para imunizar os servidores das unidades de saúde, enquanto as equipes do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) ficarão responsável pela vacinação dos idosos em  Instituições de Longa Permanência.

O Plano Municipal de Vacinação prevê que, na sequência, serão vacinados os profissionais dos setores não Covid das unidades de saúde e idosos acima dos 75 anos. Por enquanto não serão distribuídos drive-thru e pontos fixos de vacinação. Estas estratégias serão adotadas a partir do momento em que for possível ampliar a vacinação para idosos com mais de 75 anos e outros profissionais de saúde, com o recebimento de mais doses.