Maceió

MPE pede novamente prisão de empresário suspeito de estuprar enteadas 

Desta vez, o pedido tem como motivo o descumprimento de medida cautelar

Eberth Lins | 07/04/21 - 10h18 - Atualizado em 07/04/21 - 10h38
Foto: Arquivo / Ascom MPE

O Ministério Público Estadual (MPE) pediu, novamente, a prisão do empresário Marcelo Neves Pereira, suspeito de abusar sexualmente das duas enteadas, em julho do ano passado.

Desta vez, o pedido tem como motivo o descumprimento de medida cautelar, que determina distância mínima de 500 metros do suspeito da ex-esposa, que denunciou o caso à polícia.  

Conforme informações repassadas ao TNH1, o pedido foi feito ontem (06)  pelo MPE, por meio da promotora de Justiça Dalva Tenório, e o descumprimento aconteceu há dois  meses.

Marcelo Neves foi preso em julho e ganhou liberdade em dezembro, com determinação de medidas cautelares, isto é, uso de tornozeleira eletrônica e proibição de se aproximar das vítimas e seus familiares. Ele é suspeito de estupro de vulnerável, maus-tratos, assédio sexual e estupro qualificado contra vítima maior e uma menor de 14 anos.

Procurado, o MPE informou que o caso está sob segredo de justiça e, por isso, não pode informar detalhes.

O TNH1 não conseguiu contato com a defesa de Marcelo Neves, mas deixa o espaço aberto para caso queiram se pronunciar.