Brasil

Mulher se recusa a usar máscara, quebra bilheteria de metrô e é presa, no DF

Metrópoles | 10/09/21 - 14h46 - Atualizado em 10/09/21 - 14h53
Reprodução / Instagram

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) prendeu, na manhã desta sexta-feira (10/9), uma mulher, de 54 anos, que quebrou o vidro de uma bilheteria da Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF). Ela foi detida por dano qualificado, ato obsceno e infração às medidas sanitárias. Segundo a PMDF, a mulher passou a catraca sem pagar. Ela não usava a máscara e foi advertida pelos funcionários do metrô. Em seguida, se revoltou e xingou os agentes.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (SindMetrô-DF), o caso aconteceu na Estação Praça do Relógio, em Taguatinga. Veja a publicação do SindMetrô-DF no Instagram:

A mulher foi encaminhada para a 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro). Conforme o boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil do DF (PCDF), ela entrou na estação de metrô sem usar máscara, por volta de 5h40 . Funcionários, então, solicitaram que colocasse a proteção no rosto, mas ela recusou. Momentos depois, a mulher retornou ao local usando apenas a roupa de baixo e atirou uma pedra no vidro do guichê da bilheteria. Ao Metrópoles, o SindMetrô informou que pediu ao Metrô-DF para a “empresa providenciar a imediata atuação do corpo de segurança no local e o reparo o quanto antes, já que gera mais riscos na situação em que se encontra”.

Em nota, a Companhia do Metropolitano do DF informou que “no momento da ocorrência, a usuária em questão foi abordada pelo Corpo de Segurança do Metrô-DF e encaminhada para a delegacia de polícia”. “Nenhum empregado foi ferido. A pedra foi arremessada contra a vidraça de um guichê que, no momento, estava sem empregado”, diz.