Saúde

OMS: Covid-19 se tornará doença endêmica e com menor transmissão

Metrópoles | 17/08/21 - 21h39
Reprodução / OMS

A Covid-19 pode se tornar uma doença endêmica, que reaparece de tempos em tempos, afirmou a epidemiologista responsável pela resposta da Organização Mundial da Saúde (OMS) à pandemia, Maria Van Kerkhove, durante sessão de perguntas e respostas nesta terça-feira (17/8). Ela, porém, descartou a possibilidade do coronavírus circular no nível de transmissão atual – e em todas as regiões do mundo ao mesmo tempo no futuro. De acordo com a epidemiologista, o cenário da pandemia de Covid-19 continua “muito desafiador” a nível global, algo que não deveria acontecer após tanto tempo de crise sanitária.

“Não deveríamos estar nesta posição com as ferramentas que temos”, disse a cientista, ao criticar a iniquidade na distribuição de vacinas contra o coronavírus e o não cumprimento das medidas de segurança sanitária recomendadas pela entidade multilateral. De acordo com Van Kerkhove, mais de 4,4 milhões de infecções e 60 mil mortes por Covid-19 foram reportadas à OMS na semana passada. A alta transmissão do vírus, disse Van Kerkhove, ocorre também pela disseminação majoritária da variante Delta. A epidemiologista diz que há evidência que sustenta a tese de que esta cepa, além de mais transmissível, aumenta o risco de hospitalizações entre os infectados. Não há, porém, dados que sugiram maior mortalidade entre aqueles que contraíram esta variante, segundo ela.