Televisão

Pai de Rico Melquiades foi assassinado em Maceió e era alcoólatra

Leo Dias / Metrópoles | 11/10/21 - 15h18 - Atualizado em 11/10/21 - 15h24
Reprodução

Por trás de todas as brigas e confusões de Rico Melquiades em A Fazenda 13, na última semana, o peão chamou a atenção da web a compartilhar um pouco de seu passado em Maceió, relação com o seu falecido pai, que foi assassinado e era um alcóolatra, e a força de sua mãe. “Mataram meu pai há quatro anos em Maceió”, conta. As informações são da coluna do Leo Dias, no site Metrópoles.

Rico, que não tinha uma boa relação com o seu pai, contou a Gui Araújo como era a convivência com o falecido em casa, já que ele só falava de sua mãe. “Ele chegava em casa, batia na minha mãe, desligava a energia para gente ficar no escuro quando chegava bêbado, aumentava o som para gente não dormir”, relatou.

O Fazendeiro da semana não quis entrar em detalhes sobre a morte do pai, mas reforçou, diversas vezes, o quanto ele fez mal a ele. Em seu Instagram, antes de entrar no confinamento, Melquiades já comentava sobre essas situações com os seus seguidores.

Hoje, o peão é muito próximo a sua mãe e conta a admira por sua força. Inclusive, a usa nas brigas do confinamento para se defender. Para Solange, Rico disse que a mãe daria um “pau” nela fora da casa. Em entrevista para o Jornal Brasília, ela confirma seu temperamento briguento e ainda disse que quebraria os dentes da peoa.