Mundo

Papa Francisco testa negativo para coronavírus, diz jornal italiano

Metrópoles | 03/03/20 - 11h00
Reprodução

O papa Francisco, que cancelou um retiro da Quaresma pela primeira vez em seu papado por estar resfriado, testou negativo para o novo coronavírus, informou o jornal italiano Il Messaggero nesta terça-feira (03/03). O porta-voz do Vaticano, Matteo Bruni, disse que não fez comentários imediatos sobre o relatório.

O líder católico de 83 anos de idade vem de uma sucessão de cancelamentos de compromissos em sua agenda, devido a um resfriado.

No último domingo (01/03), Francisco, que teve parte de um pulmão removido por causa de uma doença décadas atrás, desmarcou o encontro que teria com cerca de 2 mil jovens para tratar de uma “economia mais solidária”. Por conta da crise da doença, o evento, que ocorreria entre os próximo dias 26 e 28, foi adiado para 21 de novembro.

Foi também no domingo que o pontífice fez a primeira aparição pública depois de quatro dias desde que foi anunciada pelo Vaticano que ele sofria de uma “pequena indisposição” que o forçou a cancelar agenda oficial.

Francisco apareceu na varanda do Palácio Apostólico e acenou para o público presente na Praça de São Pedro, muitos deles usando máscaras faciais, e foi visto tossindo.

Na semana anterior, o papa já havia cancelado a maioria dos compromissos. No último dia 27, o pontífice não compareceu ao ao tradicional rito penitencial com o clero da diocese de Roma, que normalmente ocorre na Basílica de São João de Latrão.

Segundo o diretor da Sala de Imprensa, Matteo Bruni, Francisco “preferiu ficar em casa, na Hospedaria Santa Marta”, por estar indisposto, mas “os outros compromissos estão sendo cumpridos regularmente”.

A Itália é dos países que mais preocupam devido aos casos de coronavírus.