Saúde

Pesquisa mostra que antiviral é eficaz contra varíola de macaco

Metrópoles | 25/05/22 - 12h12
Estudo britânico afirma que remédio tecovirimat diminuiu o tempo de transmissão do vírus | Foto: Reprodução

Um estudo publicado nessa terça (24/5) na revista científica The Lancet Infectious Diseases mostra que o antiviral tecovirimat é eficiente para diminuir os sintomas e o tempo de transmissão de pacientes infectados com a varíola de macaco. O remédio foi criado para tratar a varíola humana, erradicada em 1979.

Os pesquisadores britânicos estão estudando a eficácia do medicamento desde 2008 e testaram o remédio em apenas um paciente — outros três receberam o brincidofovir, que também foi criado para lidar contra a malária humana, mas apresentou danos ao fígado e nenhuma melhora do quadro da varíola de macaco.

O paciente tratado com tecovirimat teve sintomas mais rápidos e transmitiu o vírus por menos tempo. Nenhum dos pacientes evoluiu para quadro grave ou teve complicações severas, mas todos ficaram isolados para evitar a contaminação de outras pessoas.

Outra descoberta importante do estudo é que, apesar de se acreditar que os pacientes deixam de transmitir a doença quando as lesões de pele se curam, os participantes permaneceram contagiosos por pelo menos três semanas depois da infecção.

Ainda assim, os pesquisadores lembram que a pesquisa é muito pequena e os dados sobre a varíola de macaco ainda são muito limitados. “A varíola humana apresenta desafios únicos. Há necessidade urgente de estudos prospectivos com antivirais para esta doença”, escrevem os cientistas.