Brasil

Polícia acha cemitério clandestino usado por traficantes no Rio

Metrópoles | 19/08/20 - 11h34
Reprodução / TV Globo

Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ) realiza na manhã desta quarta-feira (19/8) operação para encontrar um cemitério clandestino em São Gonçalo (RJ), que estaria sendo usado pelo crime organizado.

De acordo com o jornal O Dia, a comunidade Itaoca, no Complexo do Salgueiro, região metropolitana do Rio de Janeiro (RJ), onde se realiza a ação, é dominada por traficantes da facção Comando Vermelho (CV).

Cerca de 200 policiais participam da operação, que conta também com três blindados, um helicóptero e uma retroescavadeira. Já segundo o jornal Extra, a polícia descobriu a prática criminosa há pouco mais de um mês.

Os policias investigam a queda do número de corpos encontrados na cidade fluminense. Entre 2017 e 2019, apenas sete pessoas teriam sido assassinadas, o que levantou suspeita dos investigadores, uma vez que muitos casos estavam entrando nos registros como desaparecimentos.

Uma denúncia que chegou à Polícia Civil apontou que cerca de 40 covas teriam sido abertas. Além disso, cada buraco teria capacidade para mais de um corpo.

Segundo o portal G1, os traficantes Antônio Ilário Ferreira, o Rabicó, apontado como chefe da quadrilha; Rayane Nazareth Cardozo, a Hello Kitty; Ricardo Severo, o Faustão; Alessandro Luiz Vieira Moura, o Vinte Anos; e Rodrigo Teixeira Guimarães Peixoto, o Sheik, são apontados como responsáveis pelo cemitério clandestino.