Brasil

Polícia apreende mala com R$ 250 mil em ação que mira Agnelo Queiroz, ex-governador do DF

Metrópoles | 23/07/20 - 12h31 - Atualizado em 23/07/20 - 12h35

Amala abarrotada de dinheiro apreendida, na manhã desta quinta-feira (23/7), durante operação deflagrada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) escondia cerca de R$ 250 mil. 

A investigação tem como alvo a compra de leitos hospitalares. O dinheiro, em cédulas de real e de dólar, foi encontrado na casa de Adriana Aparecida Zanini, vice-presidente do Instituto Brasília Para o Bem-Estar do Servidor Público (Ibesp). Entidade que teria recebido a verba do governo.

O ex-governador Agnelo Queiroz (PT), o ex-secretário de Saúde Rafael Barbosa e o presidente da Ibesp, Luiz Carlos do Carmo, também estão entre os alvos – ele é homônimo de um senador eleito por Goiás, portanto, não se trata da mesma pessoa.

As supostas propinas teriam ocorrido em 2014, ainda na gestão do petista. A ação, batizada de Operação Alto Escalão, é coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão.