Polícia

Polícia Civil indicia avós por crime de maus tratos contra quatro netos em Craíbas

Ascom PC-AL | 27/04/21 - 16h19 - Atualizado em 27/04/21 - 16h43
Ascom PC AL

A Polícia Civil de Alagoas concluiu e remeteu à Justiça, nesta terça-feira, 27, o inquérito que apurou o crime de violência doméstica contra descendentes, tendo como vítimas quatro crianças com dez, oito, seis e quatro anos de idade que eram frequentemente agredidas pelos avós paternos durante o tempo que conviveram na residência deles.

Na conclusão das investigações, coordenadas pelo delegado regional de Arapiraca, Guilherme Martim Iusten, e a equipe do 62º Distrito Policial (62°DP), o delegado indiciou duas pessoas que são avós paternos das crianças pela prática do crime previsto no art. 129, §9º, do Código Penal, com as repercussões da Lei Maria da Penha, uma vez que as crianças são do sexo feminino, cuja pena máxima pode chegar a 3 anos.

Apurou-se que os indiciados usaram cintos, chinelos e cordas para cometer as agressões, bem como a materialidade restou comprovada através dos laudos relativos aos exames de corpo de delito realizado nas crianças onde o perito médico legal constatou as lesões corporais, portanto, todo o conjunto probatório demonstra indícios mais do que suficientes de autoria contra os agressores.

A Polícia Civil continua intensificando as investigações de crimes contra crianças e adolescentes, bem como os crimes no contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher, ocorridos no município de Craíbas.

Por fim, o delegado Guilherme Martim Iusten agradece o total apoio do delegado Mário Jorge Barros, gerente da GPJ3, e do secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça.