Esporte

Queniano Cherono vence Maratona de Chicago 2019

Folhapress | 13/10/19 - 22h53
Reprodução Wikypedia

O queniano Lawrence Cherono venceu a 42ª Maratona de Chicago, nos Estados Unidos, neste domingo (13), com o tempo de 2h05min45seg. É o oitavo melhor tempo da prova registrado na categoria masculina.

Em segundo lugar, ficou o etíope Dejene Debela (2h05min46seg) e, em terceiro, seu conterrâneo, Asefe Mengstu (2h05min48seg). Bedan Karoki, do Quênia, chegou colado em quarto lugar (2h05min53seg).

Os quatro fizeram parte do pelotão líder durante toda a prova. Também chegaram a ficar à frente dos demais o belga Ashir Abdi (5º), o etíope Seifu Tura (6º) e o queniano Dickson Chumba (7º).

O britânico Mo Farah era o favorito para defender o título este ano -ele venceu a prova em 2018, com o melhor tempo de sua carreira (2h05min11seg)-, mas não foi páreo para os africanos. Farah chegou a largar junto do pelotão que liderou, mas perto dos 21 km acabou ficando para trás. Chegou em oitavo lugar (2h09min58seg).

RESULTADO FEMININO

As mulheres foram a estrela da Maratona de Chicago. Mais precisamente, a queniana Brigid Kosgei, que bateu o recorde mundial de maratonas neste domingo. Com o tempo de 2h14min04seg, ela passou a marca anterior, 2h15min25seg, da britânica Paula Radcliffe.

As etíopes Ababel Yeshaneh (2h20min51seg) e Gelete Burka (2h20min55seg) ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

MARATONA DE CHICAGO

Enquanto a de Nova York se tornou uma prova globalizada, que reúne atletas de todo mundo, e Boston virou sinônimo de prestígio, por sua rigorosa qualificação, a Maratona de Chicago é onde os corredores vão para obter seus RPs (recordes pessoais).

Isso, claro, dentro dos Estados Unidos, uma vez que Londres e Berlim também são competições conhecidas por verem recordes mundiais.

A cidade do centro-oeste americano ganhou essa fama por seu clima ameno e percurso plano. Entre os 10 melhores tempos das mulheres na história da maratona, 2 foram lá conquistados. Chicago, no entanto, não figura no top 10 masculino.

E se o clima varia entre ameno e frio -na manhã deste domingo, o termômetro marcava 5ºC-, a população de Chicago faz uma recepção calorosa para os 45 mil atletas dos 50 estados americanos e de mais de cem países que participam da prova. Metade dos moradores da cidade, 1,5 milhão, vai para a rua acompanhar a maratona, que é uma das Majors, circuito mundial com as seis principais competições da modalidade.

Além dos espectadores, 12 mil voluntários trabalharam na edição deste ano em 20 postos de ajuda espalhados pelo percurso. Nessas estações há água, isotônico, auxílio médico, além de um spray com gelo a partir do quilômetro 30 para amenizar as dores comuns após este ponto.

Nem sempre, porém, a prova teve toda essa estrutura. Em 1987, dez anos após a estreia, foi realizada uma edição simbólica, que nem entra no histórico da competição. Isso porque não havia patrocinadores para aquele ano.

Melhores tempos de Chicago

Homens

1 - 2:03:45 - Dennis Kimetto (QUE) - 2013
2 - 2:04:11 - Eliud Kipchoge (QUE) - 2014
3 - 2:04:38 - Tsegay Kebede (ETI) - 2012
4 - 2:04:11 - Mo Farah (RU) - 2018
5 - 2:05:37 - Moses Mosop (QUE) - 2011
6 - 2:05:41 - Samuel Wanjiru (QUE) - 2009
7 - 2:05:42 - Khalid Khannouchi (EUA) - 1999
8 - 2:05:45 - Lawrence Cherono (QUE) - 2019
9 - 2:05:46 - Dejene Debela (ETI) - 2019
10 - 2:05:48 - Asefe Mengstu (ETI) - 2019

MULHERES

1 - 2:14:04 - Brigid Kosgei (QUE) - 2019
2 - 2:17:18 - Paula Radcliffe (RU) - 2002
3 - 2:18:31 - Tirunesh Dibaba (ETI) - 2017
4 - 2:18:35 - Brigid Kosgei (QUE) - 2018
5 - 2:18:47 - Catherine Ndereba (QUE) - 2001
6 - 2:19:57 - Rita Jeptoo (QUE) - 2013
7 - 2:20:42 - Berhane Adere (ETI) - 2006
8 - 2:20:51 - Ababel Yeshaneh (ETI) - 2019
9 - 2:20:55 - Gelete Burka (ETI) - 2019
10 - 2:21:21 - Joan Benoit (EUA) - 1985

"