Brasil

RJ: creche é suspeita de maus-tratos a criança com paralisia cerebral

Metrópoles | 07/06/22 - 09h05
Criança vítima de Maus-tratos | Foto: Reprodução/ TV Globo

A diretora e duas funcionárias de uma creche em Ramos, na zona norte do Rio, viraram rés por supostas práticas de maus-tratos contra uma criança com deficiência.

Dante, de 4 anos, tem paralisia cerebral e era mantido preso em uma cadeira, isolado de outras crianças por horas, além de ter pouco acesso à água, de acordo com denúncia feita pelo Ministério Público do Rio e aceita pela Justiça no último dia 30.

O caso veio à tona após uma denúncia anônima recebida pela mãe do menino, a policial militar Flávia Louzada, que falava sobre o fato de Dante ficar preso por horas na cadeira. O registro foi feito na 21ª DP (Bonsucesso), que pegou imagens de câmeras de segurança da creche.

“A parte cognitiva dele é perfeita, o que torna isso tudo ainda mais cruel. Ele tinha noção de tudo. Quando entrava na rua da escola, ele começava a chorar muito, desesperadamente”, disse Louzada ao G1.

De acordo com o G1, a diretora da creche e as professoras associadas às ocorrências citadas negaram os maus-tratos.