Brasil

Sem previsão de alta, Bolsonaro evolui de “forma satisfatória”, diz hospital

Metrópoles | 15/07/21 - 15h35 - Atualizado em 15/07/21 - 15h50
Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Hospital Vila Nova Star informou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem evoluído de forma satisfatória clínica e laboratorialmente. 

De acordo com o boletim médico divulgado na tarde desta quinta-feira (15/7), “permanece o planejamento terapêutico previamente estabelecido”, e o presidente segue sem previsão de alta hospitalar.

Diz o boletim: “O senhor presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, segue internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, evoluindo de forma satisfatória clínico e laboratorialmente. Permanece o planejamento terapêutico previamente estabelecido. O presidente segue sem previsão de alta hospitalar”.

Histórico

A Secretaria de Comunicação da Presidência informou na tarde da última quarta-feira (14/7) que o presidente Jair Bolsonaro estava com obstrução intestinal e, por essa razão, seria transferido para São Paulo. O mandatário do país estava no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, desde a madrugada de quarta, quando acabou internado após sentir dores abdominais.

Na semana passada, Bolsonaro já havia mencionado seu incômodo com soluços crônicos.

Transferência para São Paulo

O chefe de Estado brasileiro chegou ao Hospital Vila Nova Star, na capital paulista, às 19h38 de quarta-feira (14/7), após desembarcar no aeroporto de Congonhas. O presidente foi encaminhado diretamente para o setor de tomografia, onde realizou exames de imagem a fim de avaliar a necessidade de uma cirurgia de emergência. Em um primeiro momento, no entanto, os médicos não mencionaram essa possibilidade, como ficou constatado no primeiro boletim divulgado.

“O senhor presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, foi transferido na noite desta quarta-feira para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar por avaliação no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e ser diagnosticado com quadro de suboclusão intestinal. Após avaliações clínica, laboratoriais e de imagem realizadas, o presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador”, diz a nota encaminhada na noite desta quarta.

Bolsonaro está sob os cuidados do cirurgião Antônio Luiz Macedo, que o tratou do ferimento causado por uma facada em um atentado ocorrido na campanha eleitoral de 2018. O titular do Palácio do Planalto já passou por seis cirurgias desde 2018.