Brasil

SP: hospitais atingem 100% de UTIs ocupadas e Doria apela à população

Metrópoles | 03/03/21 - 10h46 - Atualizado em 03/03/21 - 10h51
Instagram

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pediu a colaboração da população para evitar o colapso no sistema de saúde do estado. Em uma série de tuítes, o tucano elencou várias ações tomadas pela sua gestão, mas mostra preocupação com o avanço da pandemia de Covid-19.

O tucano ressaltou que há hospitais com 100% de ocupação dos leitos de UTI, parte deles na rede privada.

“Desde o início da pandemia, adotamos diversas medidas para evitar o colapso da saúde. Mais do que dobramos o número de novos leitos de UTIs, compramos mais de 3.400 respiradores, contratamos mais médicos e enfermeiros. Porém, diante da força dessa nova onda, os esforços não serão suficientes se a população não fizer sua parte”, diz.

Embora não tenha dito, Doria pode ter se referido a cidadãos que saem de casa para fazer atividades não essenciais, como ir a festas e encontros. No último fim de semana, o governo aplicou multas em 286 estabelecimentos que descumpriram as normas do toque de restrição, medida que pretende coibir aglomerações das 23h às 6h. A fiscalização é conduzida pela Vigilância Sanitária, Polícia Militar e Procon-SP.

Atualmente, seis regiões estão na fase vermelha do Plano São Paulo, a mais restritiva. São elas: Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Araraquara, Bauru e Barretos.

Recorde de óbitos

Nesta terça-feira (2/3), o estado de São Paulo chegou a 60.014 mortes pelo coronavírus. Nas últimas 24 horas, a Secretaria de Saúde registrou 468 óbitos, o maior número desde o início da pandemia.

Já nessa segunda-feira (1º/3), o estado atingiu 7.410 pessoas internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de Covid-19. Outras 9.225 pacientes estão hospitalizados em leitos de enfermaria.