Polícia

SSP, Sindpol e Adepol emitem nota de pesar pela morte do delegado Nilson Alcântara

Redação TNH1 | 14/10/18 - 13h40 - Atualizado em 14/10/18 - 13h50
Reprodução

A Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP-AL), o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), e a Associação dos Delegados de Polícia de Alagoas (Adepol), emitiram nota de pesar pelo falecimento do delegado da Polícia Civil de Alagoas Nilson Ancântara.

Em um trecho da nota emitida pela SSP, o secretário Lima Junior “lamenta a morte do amigo e companheiro de serviço na Segurança Pública, destacando sua dedicação e empenho durante todos os anos que exerceu o ofício de delegado de polícia. Ele se coloca à disposição dos familiares, amigos e colegas de profissão neste momento de dor e roga ao Pai Celestial que conforte a todos”.

Já o comunicado do Sindpol apresentou que o presidente do sindicato, Ricardo Nazário, esteve no local e prestou solidariedade aos parentes do delegado e se colocou à disposição para qualquer eventualidade. “O Sindpol, consternado com o falecimento do delegado, presta condolências aos policiais civis, familiares, amigos e toda a sociedade alagoana”.

A Adepol, representada pelo presidente da associação, Robervaldo Davino, declarou que Alcântara era referência de trabalho e coragem na Segurança Pública do Estado e deixou exemplos de muita dedicação à Polícia Civil. "A Adepol manifesta o mais profundo sentimento de solidariedade à família e amigos”.

De acordo com informações repassadas pela polícia, Alcântara teve um mal súbito em uma praia em Porto da Rua, no município de São Miguel dos Milagres, onde passava o dia de folga com familiares. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu após ser levado a um posto de saúde nas proximidades.

O delegado Nilson Alcântara havia ingressado na Polícia Civil de Alagoas em 1988 e tinha 59 anos. Atualmente estava lotado no 2º Distrito Policial, no bairro de Jatiúca, em Maceió. Ainda não há informações sobre velório e local de sepultamento.