Mundo

Vacina cubana contra a Covid tem 91,2% de eficácia, diz instituto

Metrópoles | 09/07/21 - 21h40
Stefano Liboni / Flickr

O diretor do Instituto Finlay de Vacinas, em Cuba, Vicente Vérez, afirmou, nessa quinta (8/7), que o esquema completo de vacinação com duas doses da vacina Soberana 2 contra a Covid-19 com reforço da Soberana Plus tem 91,2% de eficácia contra casos sintomáticos da infecção.

O imunizante, criado pelo centro cubano, apresenta ainda 75,5% de eficácia contra infecções e 100% de proteção contra quadro grave e morte em consequência da Covid-19.

As duas doses da Soberana 2 apresentam 62% de eficácia, porcentagem maior do que os 50% exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O reforço com a Soberana Plus, uma versão da vacina feita para pacientes convalescentes de Covid-19, melhoraria ainda mais o funcionamento do imunizante.

“Consideramos que é realmente um número muito alto”, afirma Vérez à TV estatal cubana. Ele diz que o objetivo das vacinas criadas no país é reduzir a infecção pelo coronavírus a uma gripe comum.

O país possui cinco fórmulas de vacinas nacionais sendo testadas. Além da Soberana 2, a Abdala também já encerrou a terceira fase do estudo clínico, apresenta 92,28% de eficácia, e aguarda autorização para uso emergencial.