Futebol Nacional

Vasco é condenado pela Justiça a pagar quase R$ 15 milhões a ex-jogador

Metrópoles | 09/02/21 - 14h40
Rafael Ribeiro / Vasco

A Justiça decidiu condenar o Vasco a pagar R$ 14.797 milhões ao ex-jogador Wendel, que defendeu o clube em 2012 e 2013. A juíza Astrid Silva Britto, da 68ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região, foi responsável pela sentença publicada nesta terça-feira (9/2).

Contratado durante a gestão de Roberto Dinamite, Wendel entrou em campo 72 vezes e marcou dois gols. Quando saiu do Vasco, acionou o time na Justiça por salários atrasados. Em 2015, o cruzmaltino foi condenado a pagar R$ 1,5 milhão ao atleta. No entanto, nesta terça, foram acrescidos juros e correção monetária a este valor. A informação foi publicada pelo site ENM.

A decisão não cabe recurso e a quantia será paga via Ato Trabalhista. Nessa segunda (8/2), o Vasco conseguiu um efeito suspensivo de uma dívida de R$ 8 milhões com o Ato Trabalhista referente aos meses de abril, maio, junho e julho de 2020, quando a cobrança foi suspensa por conta da pandemia do novo coronavírus.

Desta forma, o Vasco segue pagando normalmente o valor mensal de R$ 2 milhões do Ato Trabalhista.