Brasil

Vídeo: medalhas roubadas do ginasta Arthur Nory são achadas em lixeira

Metrópoles | 10/02/21 - 09h24
Reprodução/Instagram

A Polícia Militar de São Paulo encontrou as 33 medalhas roubadas do ginasta olímpico Arthur Nory. Os objetos haviam sido furtados da casa do atleta na última sexta-feira (5/2).

A casa de Nory fica no bairro da Lapa, na Zona Oeste de São Paulo. Ele informou que dois bandidos armados entraram no local e fizeram duas pessoas como reféns. O atleta estava treinando em outro lugar no momento do crime.

No dia do crime, o atleta afirmou que os objetos têm grande valor sentimental e, por isso, pediu a ajuda de testemunhas para denunciar os criminosos. “São objetos simbólicos, mas elas representam todo o meu suor, trabalho e dedicação”, explicou.

Nory também disse que as medalhas não têm qualquer valor financeiro, pois são apenas banhadas a ouro, prata e bronze.

Segundo a Polícia Militar, os objetos foram encontrados na noite de terça-feira (9/2), dentro de uma lixeira, em Osasco. Um vídeo publicado pelo atleta mostra o momento em que ele vê as medalhas. “São 33 medalhas”, diz um dos agentes. Surpreso, Arthur responde: “Eu contei 15, são 33”.

Em publicação no Instagram, Nory agradeceu os militares e os fãs que compartilharam o caso. “Muito obrigado! Pela corrente, por compartilharem o roubo. Recuperadas todas as medalhas. Estou me tremendo todo, vocês não imaginam a emoção que é”, escreveu.