Meio Ambiente

Vídeo: Ursos polares tomam estação meteorológica abandonada

Metrópoles | 10/01/22 - 21h51
Dmítri Kokh / Reprodução

Cientistas deixaram uma estação meteorológica russa no ártico há três décadas, e a natureza vem desde então retomando o seu lugar. As lentes do fotógrafo Dmítri Kokh captaram de forma sensível o fenômeno: vários ursos polares que transformaram as instalações abandonadas em um lar e parque de diversões. Veja vídeo no final da matéria.

As imagens, feitas na Ilha Koliutchin, no mar de Chukotki, mostram o rastro que ficou dos seres humanos: construções destruídas, envelhecidas pelo tempo. Entre paredes com tinta descascada, pedaços de madeira podre aparentes e objetos de metal enferrujado espalhados no campo os imponentes ursos se destacam e até parecem fazer pose.

O assentamento humano mais próximo fica a pouco mais de 14 quilômetros por via marítima, mas o mar ao redor da ilha permanece coberto de gelo por cerca de nove meses ao ano: condições perfeitas para que a natureza transforme o lar dos ursos, além de outros animais, como morsas e uma incrível variedade de aves.

Experiência única - Em seu site, Dmítri Kokh explicou que o “ensaio” ocorreu em setembro de 2021, quando viajava de iate à vela ao longo da costa, quando percorreu “mais de 1200 milhas de paisagens intocadas, vilas perdidas no tempo, manchas com fauna variada e mares cheios de vida.”

“Sempre quis tirar fotos legais de ursos polares, e esse foi o principal alvo de nossa expedição. Esperávamos encontrá-los principalmente na Ilha Wrangel, famosa em todo o mundo por ser o lar de muitos ursos. Não este ano, como descobrimos depois – talvez por causa do verão muito frio. Mas a natureza sempre mandando algo quando você menos espera – quando passamos pela Ilha Kolyuchin, perto da costa norte de Chukotka, vimos alguns movimentos nas janelas das casas abandonadas ali. E quando chegamos perto – aqueles eram ursos!”, descreveu o profissional, ao destacar que a situação “foi única em sua vida”.

Foto premiada - A foto de um urso polar em uma janela (veja acima), intitulada Temporada de Dátcha, ganhou recentemente o título de melhor imagem da vida selvagem em ambiente antropogênico, em um concurso organizado pela revista National Geographic.