Brasil

Voos com vacina infantil são reprogramados; 10 estados já têm as doses

Metrópoles | 14/01/22 - 15h13
Foto: Thiago Ataíde/Ascom Sesau

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, informou, nesta sexta-feira (14/1) que todos os voos atrasados para envio de vacinas infantis contra a Covid-19 aos estados foram reprogramados.

Durante a manhã, diversas secretarias de Saúde informaram que o envio das doses sofreu atraso por parte do Ministério da Saúde.

Mais tarde, em transmissão ao vivo na página do governo, o diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Ridauto Lúcio Fernandes, afirmou que a demora foi motivada por modificações na programação da companhia aérea Latam, que envia as vacinas gratuitamente, por meio de programa solidário.

De acordo com Ridauto, de 26 voos alocados, 12 foram modificados. As mudanças ocorreram por causa de problemas no embarque das cargas nos aviões. O afastamento de tripulações devido à Covid também impactou os voos.

Em conversa com jornalistas nesta sexta, o secretário-executivo explicou que as operações foram remarcadas e que 10 estados já receberam as doses: Amazonas, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, São Paulo e Tocantins. Além disso, o voo para o Piauí, que até então não havia sido remarcado, foi reprogramado para as 17h desta sexta.

Covid-19: o que se sabe até agora sobre a vacinação de crianças:

“Alguns estados já receberam essas doses, é que nesse momento existem as possibilidades de cancelamento ou eventualmente atraso e adiamento dos voos das malhas de companhias aéreas. E isso foge ao controle do ministério, né? Mas há um esforço muito grande pra que a gente distribua isso da forma mais rápida possível”, explicou Cruz.

Ao Metrópoles, oito secretarias de Saúde confirmaram que houve atraso no envio dos voos, mas que o Ministério da Saúde já passou uma nova previsão de chegada das doses: Santa Catarina, Bahia, Amazonas, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Pará e Goiás.

Distrito Federal, Rio de Janeiro, Paraíba e Tocantins informaram ao Metrópoles que não foram registrados atrasos. As demais secretarias de Saúde não responderam aos questionamentos da reportagem.

Chegada de doses

De acordo com o Ministério da Saúde, a expectativa é receber 30 milhões de doses pediátricas até o mês de março. Em janeiro, o país receberá 4,3 milhões de doses. “Além das unidades de janeiro, 7,3 milhões devem ser entregues em fevereiro e outras 8,4 milhões em março”, informou o órgão. Outros 10 milhões de vacinas ainda não têm prazo definido para chegar ao Brasil.

O primeiro lote do imunizante Pfizer para crianças de 5 a 11 anos chegou ao Brasil na madrugada de quinta-feira (13/1). O avião com 1,2 milhão de doses pousou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Depois, as vacinas foram enviadas ao Aeroporto de Guarulhos (SP), onde a equipe do Ministério da Saúde recebeu os imunizantes.