Polícia

Moto roubada é recuperada pela polícia, mas não volta para o dono por falta de laudo

TV Pajuçara | 14/09/18 - 09h31 - Atualizado em 14/09/18 - 09h31
TNH1

A falta de um documento que precisa ser elaborado por um perito oficial de Alagoas está causando uma série de transtornos a um representante comercial. É que a moto dele foi roubada, recuperada pela polícia, mas não pode ser entregue sem o laudo que confirma se tratar do mesmo veículo.

De acordo com Tales Jorge Buarque, dono da moto, o veículo foi roubado em 20 de agosto, na cidade de Cajueiro, e recuperada pela polícia sete dias depois.

“Um funcionário saiu para comprar umas coisas e no caminho de volta foi abordado por dois homens, que roubaram a moto. Sete dias depois, o veículo foi recuperado pela polícia, mas não foi devolvido”, relata.

De acordo com a delegada Maria Angelita, titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos da Capital, todas as vezes que um veículo é roubado e passa por qualquer tipo de adulteração é necessário um documento da Perícia Oficial do Estado para comprovar que se trata do automóvel em questão.

“Somente com esse laudo a gente constata se tratar de um veículo e somente com esse laudo em mãos a gente consegue dar prosseguimento aos procedimentos normais para fazer o remarcamento de chassi e tudo mais corretamente como manda a lei”, explicou a delegada.

Documento mostra que a moto foi roubada e recuperada sete dias depois. Veículo está na delegacia da cidade de Atalaia. Foto: Reprodução / TV Pajuçara

De acordo com o que foi apurado pela produção da TV Pajuçara, a situação só ocorre porque o documento precisa ser elaborado por um perito oficial, mas só existem dois profissionais para esse tipo de caso e eles são responsáveis pelos 102 municípios alagoanos.

A polícia da cidade de Atalaia disse ao proprietário da moto que a perícia pode levar até seis meses para ficar pronta. “Se o Estado não tem nenhum perito para fazer a vistoria, que o delegado tenha autonomia para fazer, porque ninguém aguenta ficar pagando um bem e quando você olha, o bandido foi preso, já está solto e está mangando da cara da gente”, desabafou o proprietário.

Ninguém da Perícia Oficial quis gravar entrevista com a reportagem.

Assista à reportagem de Thiago Correia e José Pereira: