CRB vai enviar advogado para defender Olívio em audiência na Suíça

12/09/2017 - 17:40 - Atualizado em 12/09/2017 - 17:51
(Crédito: Douglas Araújo / Ascom CRB)

Prestes a completar um ano de suspensão por doping, o volante Olívio pode reforçar o CRB a partir do dia 18 de setembro, mas observa atentamente o recurso da World Anti-Doping Agency - WADA (Agência Mundial Antidoping). Uma audiência no próximo dia 25 de setembro, na Corte Arbitral do Esporte (CAS), em Lausanne, na Suíça, vai definir a situação. 

O PFC apurou que o Clube de Regatas Brasil vai enviar o advogado Osvaldo Sestário para a Suiça, para fazer a defesa de Olívio. O advogado confirmou a informação.

Sestário normalmente defende o Galo nos processos do STJD. Os custos da viagem serão pagos pela diretoria regatiana.

Punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o jogador está em reta final do cumprimento da pena, no entanto, a WADA recorreu à CAS e pede o aumento da suspensão do atleta para quatro anos, seguindo o artigo 93 do Código Brasileiro Antidopagem.  

"Ela quer que seja aplicada a pena mínima do artigo que é de quatro anos, por causa da substância. E a gente vai tentar que essa pena fique no patamar que ficou aqui no Brasil. [Olívio também viaja?] Viaja. Outubro deve ser a decisão. Depois da audiência, leva uns 30 dias para sair a decisão. A gente tem esperança sim, até porque a gente vai produzir provas nesse sentido para poder manter a pena que foi aplicada aqui", explicou o advogado por telefone.


Advogado Osvaldo Sestário (Foto: Daniel Lameira / Site STJD)

Segundo Sestário, Olívio poderá jogar depois do dia 18 de setembro, enquanto o CAS não divulgar a decisão final. 

"A princípio ele pode jogar porque a pena aqui no Brasil vai acabar. Enquanto não tiver uma outra pena ou decisão, não vejo problema para ele poder jogar", comentou.  

O advogado também confirmou que essa é a última instância para o julgamento de Olívio. Independente do resultado, não cabe mais recurso para as partes. 


(Foto: Fabrice Coffrini / AFP)

Suspensão

Olívio testou positivo após a derrota por 1 a 0 para o Vasco, pela Copa do Brasil do ano passado. A coleta foi realizada no dia 11 de maio de 2016, no Estádio Rei Pelé. No relatório técnico emitido pelo laboratório de Los Angeles, foi encontrada na urina do jogador a substância 'IRMS' (Testosterona), proibida no Regulamento de Controle de Doping da Confederação Brasileira de Futebol e da Agência Mundial Antidoping (WADA). 

Natural de São Paulo, Olívio Aparecido Costa chegou ao Regatas no início de 2014 e logo caiu nas graças do torcedor regatiano. Vestindo a camisa alvirrubra, o volante conquistou o bicampeonato alagoano (15/16). Suspenso, ele não esteve na campanha do tricampeonato conquistado nesta temporada. Em outubro de 2016, o jogador, que vai completar 30 anos em dezembro, teve o contrato renovado com o CRB até o final deste ano.