Alagoas

‘A eficácia da vacina contra o H1N1 é de 40% a 60%, todo mundo toma e ninguém questiona’ afirma presidente do Sindicato dos Médicos de AL

Gilson Monteiro | 15/01/21 - 13h52 - Atualizado em 15/01/21 - 16h31
Foto: Instagram Sinmed

As credenciais do Instituto Butantan - principal produtor de imunobiológicos do Brasil com mais de um século de serviços prestados à ciência e à saúde - parecem insuficientes para uma parcela da população que insiste em questionar a eficácia da CoronaVac, a vacina desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Para tentar levar informação e avaliações precisas, e principalmente, científicas, o TNH1 inicia uma série de matérias com especialistas de importantes instituições científicas e médicas de Alagoas, com capacidade técnica para falar sobre a eficácia e a possibilidade de controle da pandemia por meio da vacina. 

Médico e presidente do Sindicato dos Médicos de Alagoas (Sinmed), o cirurgião geral Marcos Holanda Pessoa tem na ponta da lingua o discurso de quem representa uma classe que está na linha de frente do combate à Covid-19. Holanda não apenas defende com veemência a vacinação, como despreza a busca por alternativas sem o aval da ciência, como o uso da cloroquina e outros fármacos de efeitos questionados. 

'Só existe uma salvação para a pandemia. Chama-se vacina. Tudo isso sobre hidroxicloroquina, ivermectina tem se mostrado que é balela. Veja o que está acontecendo no Amazonas. O vírus não respeita absolutamente nada. Só tem um jeito, é a vacina", afirma, categoricamente 

"Hidroxicloroquina, ivermectina tem se mostrado que é balela. Veja o que está acontecendo no Amazonas. O vírus não respeita absolutamente nada. Só tem um jeito, é a vacina"

Eficácia de outras vacinas

Sobre o questionamento da eficácia da vacina (de 78% para casos leves da doença e 100% para casos graves e moderados), Holanda faz um comparativo importante com a eficácia de outros imunizantes, que sempre foram utilizados sem questionamentos da população.  

"As pessoas ficam perguntando... a não, porque a eficacia é 50%. .Qual o problema? Vocês já foram ver a ficácia da vacina da meningite? Já foram ver a eficácia da vacina contra o H1N1, a descrição é de 40 a 60%, todo mundo toma e ninguém questiona. O que está se questionando é por conta de um viés político, que esse presidente louco fica criando, e uma série de seguidores piores do que ele ficam disseminando essas inverdades. Só existe um remédio, é a vacina", ressalta, criticando a teoria da conspiração que rejeita a vacina de origem chinesa. 

"Vocês já foram ver a ficácia da vacina da meningite? Já foram ver a eficácia da vacina contra o H1N1, a descrição é de 40 a 60%, todo mundo toma e ninguém questiona!"


"E se achar ruim porque vem da China, então não tome nenhuma, pois todas vêm de lá. As matérias-primas vêm de lá. A CoronaVac  tem 50,4% , tem 100% de eficácia nos casos graves, mais de 70% nos casos moderados e 50% nos casos leves, que é o que menos nos preocupa. O que nos preocupa são os casos moderados e graves. Só tem uma salvação, vacina, Se não tiver, se prepare, são dois, três, quatro anos o povo morrendo", 

"E se achar ruim porque vem da China, então  não tome nenhuma, pois todas vêm de lá"