Justiça

Acusado de homicídio em Penedo é condenado a 18 anos de prisão

16/02/17 - 14h30 - Atualizado em 16/02/17 - 14h31

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Penedo condenou Edemilton Santos a 18 anos de prisão, em regime inicialmente fechado, e Fabrício Ferreira dos Santos a seis anos de reclusão, em regime semiaberto, pela morte de Alessandro da Silva Jordão. O julgamento, realizado nessa quarta-feira (15), foi conduzido pelo juiz Antônio Rafael Wanderley Casado da Silva, no Fórum da Comarca.

A acusação pediu a condenação dos réus por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima). Já a defesa pediu a desclassificação do crime para lesão corporal seguida de morte.

Os jurados entenderam que Edemilton teria cometido o homicídio duplamente qualificado, pelo uso de arma de fogo. Já Fabrício, que usou uma faca, teria tido a intenção de ferir a vítima, não de matá-la. O crime ocorreu em junho de 2009, no bairro Senhor do Bonfim, em Penedo, após desentendimento entre os réus e a vítima.