Polícia

Alagoano envolvido em fraudes de concursos públicos é assassinado na Paraíba

TNH1 com informações do G1 PB | 15/09/21 - 11h31 - Atualizado em 15/09/21 - 12h07
Reprodução/Redes Sociais

O alagoano José Marcelino dos Santos Filho, que era apontado pela polícia como um dos responsáveis por fraudes de diversos concursos públicos de ao menos 15 estados, até o ano de 2017, incluindo Alagoas, foi assassinado a tiros na cidade de João Pessoa, na Paraíba, nessa terça-feira, 14. Os autores do crime ainda são desconhecidos, assim como a motivação do homicídio.

A polícia informou que José Marcelino estava sozinho quando foi surpreendido por dois homens armados enquanto passava de carro pela avenida Hilton Souto Maior. Os suspeitos estavam em moto e teriam se aproximado do veículo do alagoano para atirar cinco vezes. José Marcelino foi atingido e morreu antes do socorro médico. Segundo o site G1 PB, ele teria pego o automóvel emprestado de uma mulher.

O homem, que apesar de se chamar José Marcelino, era conhecido como "Diego" e já havia sido preso na Paraíba em 2017 por envolvimento com a quadrilha que burlava concursos. À época, ele foi detido com a irmã Kamila Marcelino. Os dois alagoanos são suspeitos de fraudar ao menos 60 concursos no Nordeste até aquela ocasião.

Antes disso, José Marcelino havia sido preso em flagrante após participar da fraude em outro concurso público, realizado em Olinda, região metropolitana do Recife, em 2014. As investigações mostraram que a quadrilha atuava há mais de uma década e já havia faturado mais de R$ 12 milhões.