Alagoas

Alagoas registra 20 assassinatos durante o período de Carnaval

Erik Maia com Nathália Lopes/TV Pajuçara | 08/03/19 - 12h33 - Atualizado em 08/03/19 - 12h33
Cortesia ao TNH1 / Nathália Lopes - TV Pajuçara

20 homicídios foram registrados em Alagoas durante o período de seis dias que compreendeu a Operação Carnaval, da Secretaria de Segurança Pública. O número é 28,6% menor que o registrado em 2018, quando 28 mortes violentas foram contabilizadas. Em Maceió foram registrados 5 casos.

Esse número foi apresentado pelo secretário de Segurança Pública, Paulo Lima Júnior, à imprensa e ao governador Renan Filho, durante uma reunião na manhã desta sexta-feira (8), na sede da SSP.

Ao todo, 8.650 homens da Segurança Pública atuaram em 387 eventos e atenderam, em todo o estado, 641 ocorrências. Já entre as 149 denúncias registradas pelo Centro Integrado de Operações da SSP, 80% delas foram relacionadas a perturbação do sossego.

Para o governador Renan Filho, os números do Carnaval são simbólicos. “Depois de comemorar uma redução de homicídios, em janeiro e fevereiro, nós agora comemoramos uma redução no número de homicídios no período de Carnaval, o menor da história desde que se faz estatística. Isso nos deixa muito feliz”, comemorou.

Feminicídio

Outro número que foi comemorado pelo governador Renan Filho foi o de feminicídio, que não teve nenhum registro. Para ele, esse número é importante, mas os casos de violência contra a mulher ainda precisam ser mais denunciados para que sejam investigados pela polícia.

“É preciso que os números oficiais cresçam, não porque a violência contra a mulher deva aumentar, mas porque os casos de violência doméstica são subnotificados. Como é de conhecimento da população e da imprensa, a maioria desses casos acabam não sendo formalizados na polícia”, explicou.

Outros Números

Além da redução nos homicídios, a Secretaria também registrou redução no número de tentativas de homicídios. No Carnaval de 2019, foram 22 crimes desse tipo, uma redução de 15% em relação ao ano anterior.

A estatística registrou também 20 ocorrências relacionadas ao tráfico de drogas, apreensão de 11 armas, e oito acidentes de trânsito.