Futebol Nacional

Americano é multado em R$ 100 mil por manipulação de resultados na Série B do Rio

08/07/16 - 22h24 - Atualizado em 11/07/16 - 11h49

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) decidiu multar o Americano, de Campos, em 30 mil francos suíços (pouco mais de R$ 100 mil), por manipular resultados na Série B do Campeonato Carioca. Os resultados dos jogos, porém, foi mantido, beneficiado o Campos, "coirmão" do Americano, e eliminando o Itaboraí. Como o julgamento foi em primeira instância, ainda cabe recurso tanto do clube de Campos dos Goytacazes (RJ) quanto ao terceiro interessado no processo, o Itaboraí.

No mês passado, foi tornado público um áudio enviado por Guito Wagner, diretor cultural do Americano, a um grupo de Whatsapp formado por pessoas ligadas ao clube. Na gravação, o dirigente indica a possibilidade de o Americano arranjar resultados de forma a eliminar o Itaboraí da Série B.

À época, a Federação de Futebol do Rio (Ferj) suspendeu a final da Taça Corcovado (segundo turno da Série B) e denunciou o caso à polícia. O Americano conseguiu uma liminar e a competição foi retomada.

Mas, na final contra o Campos, time da mesma cidade, o Americano utilizou jogadores reservas e perdeu a partida decisiva por 3 a 1. O resultado entre os "coirmãos" eliminou o Itaboraí. Foi exatamente o que Wagner propôs que acontecesse, destacando que o Itaboraí era forte extra-campo.

Após a decisão, o TJD-RJ suspendeu a continuidade da Série B, que teria um triangular entre Americano (melhor campanha), Campos (campeão do segundo turno) e Nova Iguaçu (campeão do primeiro turno). O Itaboraí, segundo de melhor campanha, iria ao triangular se o Americano vencesse o Campos na final do segundo turno.

Nesta sexta-feira, o TJD-RJ decidiu apenas multar o Americano, mas manter o clube na Série B. O código disciplinar a Fifa prevê a exclusão da equipe em caso de manipulação de resultados.