Saúde

Anvisa interrompe atividade de navio com surto de covid-19 em Salvador

Agência Brasil | 31/12/21 - 15h34 - Atualizado em 31/12/21 - 16h09
Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a interrupção das atividades no navio Costa Diadema, que está atracado em Salvador, com um surto de covid-19 entre seus passageiros. Agora, o navio deverá retornar ao Porto de Santos, onde todos os passageiros e tripulantes devem desembarcar. O navio deverá ficar em quarentena, sem operar novamente.

A medida foi tomada após as Secretarias de Saúde do Estado da Bahia e do Município de Salvador concluírem pela declaração de transmissão comunitária de covid-19 nível 4 a bordo da embarcação. A programação normal do Costa Diadema previa a conclusão do passeio em 3 de janeiro, mas ela foi interrompida.

A Anvisa orientou ainda que até que o desembarque completo dos viajantes ocorra no destino final em Santos, todos os embarcados devem reforçar a atenção quanto aos protocolos de redução do risco de transmissão de covid-19. As informações obtidas pela agência dão conta de que a maioria dos passageiros que testaram positivo estão assintomáticos. Segundo a Anvisa, apenas algumas pessoas estão com sintomas leves.

“Segundo o Plano de Contingência, a embarcação poderá seguir, sob condição de restrições a bordo, para o Porto de Santos. Isso significa que todas as atividades não essenciais no Costa Diadema devem ser interrompidas e que devem ser cumpridos os protocolos sanitários de segurança no interior da embarcação, até seu destino final em Santos”, explicou a Anvisa.

Estão embarcados, no momento, 3.836 viajantes, sendo 1.320 tripulantes. O navio iniciou a viagem no Porto de Santos e teria como próximo destino o Porto de Ilhéus, na Bahia. As informações de ontem dão conta de 68 casos de covid-19 confirmados, sendo 56 entre tripulantes e 12 entre passageiros.

MSC Splendida - Outro navio em situação semelhante é o MSC Splendida. Ele atracou no Porto de Santos nesta quarta-feira (29) após relatar novos testes positivos de covid-19. Foram identificados 51 tripulantes e 27 passageiros com a doença. Foram identificados ainda 54 contactantes, ou seja, pessoas que tiveram contato com quem testou positivo para a doença. A investigação epidemiológica determinará o nível do cenário epidemiológico da embarcação. Não estão autorizados novos desembarques ou embarques até a sua conclusão.