Carnaval

Após dois anos, escolas voltam a desfilar Sapucaí nesta quarta (20/4)

Merópoles | 20/04/22 - 09h43
Escola de Samba | Reprodução

Rio de Janeiro – A espera de mais de dois anos pelos desfiles na Sapucaí acabam nesta quarta-feira (20/4), com a apresentação de sete escolas da Série Ouro. Ao todo, 15 agremiações se apresentam nos dois primeiros dias de festa para disputar uma vaga no Grupo Especial.

A Em Cima da Hora, do bairro de Cavalcanti, na zona norte do Rio, abrirá os desfiles e se apresentará às 21h desta quarta. Com o tema ‘O trem Japeri-Central’, a escola vai fazer uma releitura de um enredo de 1984.

Entre 21h45 e 21h55, é a vez do Acadêmicos do Cubango passar pela avenida. A escola de Niterói homenageará a atriz Chica Xavier. Em seguida, a Unidos da Ponte, de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, chega, entre 22h30 e 22h50, com mensagens de Santa Dulce dos Pobres.

A Unidos do Porto da Pedra, de São Gonçalo, é a quarta escola a se apresentar nesta noite. O tema desta edição para a agremiação será a escritora e ialorixá ‘Mãe Stella de Oxóssi’.

Já a União da Ilha do Governador, da zona norte, virá com o enredo “O vendedor de orações”, e apresentará a Nossa Senhora Aparecida para a Sapucaí. A previsão é que a escola entre em cena entre 0h e 0h40.

A penúltima escola da noite será a Unidos de Bangu, da zona oeste do Rio, que terá o enredo “Deu Castor na cabeça”. A história do samba mescla a história do bairro, do time de futebol Bangu Atlético Clube e do bicheiro Castor Andrade, um grande patrono das escolas de samba da região.

Para fechar os desfiles, a Acadêmicos do Sossego, de Niterói, deve entrar entre 1h30 e 2h30, com o enredo “Visões xamânicas”, sobre profecias indígenas que apontam para um colapso do planeta.