Polícia

Após dois anos foragido, acusado de matar vereador Tony Pretinho se entrega à polícia

TNH1 | 28/01/21 - 09h36 - Atualizado em 28/01/21 - 10h03
Arquivo

Thiago Mariano Tenório, acusado de envolvimento no assassinato do vereador por Batalha Tony Carlos Medeiros, o Tony Pretinho, se entregou à polícia na noite dessa quarta-feira, 27. A informação foi confirmada via rede social pelo secretário de Segurança Pública de Alagoas (SSP), Alfredo Gaspar de Mendonça.

"Ontem à noite, o réu foragido e acusado do homicídio do vereador de Batalha Tony Pretinho, acabou se entregando a mim na secretaria de Segurança Pública. Thiago Mariano tinha um mandado de prisão em aberto e estava foragido desde a época do crime", disse na publicação.

O secretário da SSP também reforçou que Thiago Mariano logo foi encaminhado para a realização dos procedimentos necessários e envio para o sistema prisional. Ele estava foragido há dois anos e, segundo a investigação, foi um dos atiradores contra o vereador, morto em dezembro de 2017.

De acordo com o Ministério Público (MP/AL), Tony Pretinho foi baleado nas costas e na cabeça, vindo a falecer. Mais de 15 tiros foram desferidos. O crime foi motivado por uma desavença entre a vítima e a família do também vereador Neguinho Boiadeiro, assassinado um mês antes.

Para a polícia, o homicídio contra Tony Pretinho teria ocorrido porque suspeitavam do envolvimento dele na morte de Boiadeiro.