Maceió

Após morte de detento por bactéria, visitas são suspensas no Cadeião

08/07/16 - 14h55 - Atualizado em 08/07/16 - 16h51

Atualizada às 15h28

Após a morte do reeducando Cleysson Ferreira da Silva sob suspeita de meningococcemia - infecção bacteriana que se manifesta no sistema sanguíneo - a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) cancelou as visitas para este final de semana dentro da Casa de Custódia da Capital -  conhecida como Cadeião.

O cancelamento das visitas se deu após mais dois detentos terem dado entrada na manhã desta sexta-feira (08) no Hospital Escola Dr. Hélvio Auto – especializado em doenças tropicais.

No início da tarde desta sexta-feira, a assessoria de comunicação da Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social de Alagoas (Seris) não tinha confirmado o cancelamento das visitas, porém o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindapen) informou que as visitas no Cadeião foram suspensas.

A assessoria da Seris ressaltou que, durante toda esta semana, um mutirão foi realizado pela Secretaria de Saúde (Sesau) - com  a distribuição de 3 mil comprimidos nos presídios - para que qualquer possibilidade de surto de alguma doença fosse evitada.

A reportagem do TNH1 tentou entrar em contato com a assessoria de comunicação do Hospital Escola Dr. Hélvio Auto para saber do estado de saúde dos dois detentos, mas as ligações não foram atendidas.