Concursos

Após suspensão, concurso para a Polícia Penal é adiado para novembro

Bruno Soriano | 12/08/21 - 18h08 - Atualizado em 12/08/21 - 18h19
Concurso para a Polícia Penal de Alagoas oferta 300 vagas | Ascom Seris

O secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques, anunciou nesta quinta-feira (12), por meio de uma rede social, que o concurso para a Polícia Penal de Alagoas será adiado para novembro. O anúncio foi feito após a Justiça acolher ação do Ministério Público Estadual (MPE) para que até 20% das vagas sejam reservadas para pessoas com deficiência.

O concurso vai ofertar 300 vagas, sendo 90 para mulheres. Na ação civil pública, o MPE alegou que o certame não previa nenhuma vaga para pessoas com deficiência, como previsto em lei. A previsão era de que as provas acontecessem até o próximo mês de setembro. Porém, com a necessidade de alteração no edital, agora, as provas serão aplicadas somente no final deste ano.

“Todos sabem que, recentemente, a Justiça determinou a reserva de vagas para pessoas com deficiência. Já nos reuníamos com a comissão organizadora do certame desde o início desta semana para tomarmos uma decisão a respeito”, explicou o secretário, acrescentando que o edital com as novas regras será publicado em até duas semanas.

“Nossa expectativa é de que as provas ocorrem na primeira quinzena de novembro, mantendo toda a transparência e agindo dentro daquilo que já fazemos. O que mais importa pra gente é que tenhamos este processo finalizado no início do ano que vem, a fim de que todos os que passarem no concurso já estejam contratados e nos ajudem a levar à frente o serviço público alagoano”, concluiu o titular da Seplag.