Concursos

Aprovados no concurso da PM/AL vão à Defensoria Pública e pedem retomada do processo

TNH1 com Ascom Defensoria | 04/01/22 - 09h59 - Atualizado em 04/01/22 - 10h19
Defensoria Pública recebe candidatos ao cargo de oficial da PM | Foto: Ascom Defensoria

Uma comissão formada por candidatos ao cargo de oficial da Polícia Militar de Alagoas se reuniu com o defensor público e coordenador do Núcleo de Proteção Coletiva da Defensoria Pública do Estado (NPC/DPE-AL), Ricardo Antunes Melro, nessa segunda-feira, 03.

Os candidatos procuraram a Defensoria para pedir apoio na busca pelo retorno do trâmite do concurso público, que foi cancelado com as seleções para o Corpo de Bombeiros e Polícia Civil.  Conforme o candidato Tainnes Araújo, o grupo espera que o concurso, que estava na fase de recurso da prova discursiva, possa ser retomado e seguir normalmente para as etapas seguintes, depois da conclusão do Inquérito Policial. 

“Para o nosso concurso são apenas 60 vagas e com prova discursiva. Logo, esse número reduzido de aprovados e a presença de provas discursivas torna mais fácil a investigação e descoberta de fraudadores”, destaca o candidato. 

“Abdicamos de muitas coisas para poder estudar e nos prepararmos para esse concurso. Alguns largaram emprego para poder se dedicar em tempo exclusivo aos estudos. A notícia do cancelamento veio como um balde de água fria, de que todo o esforço empregado teria sido em vão. No meu caso com a notícia do cancelamento ainda não consegui voltar aos estudos no mesmo ritmo que estava antes do concurso”, acrescenta.

No último mês de dezembro, a Defensoria Pública garantiu, na justiça, a suspensão do cancelamento das etapas e a proibição de repetição das provas até a finalização das investigações.