Polícia

Arma 'falha' e dupla é presa após tentar matar mãe e filho em Piranhas

03/12/19 - 07h01 - Atualizado em 03/12/19 - 07h15
Maurício sorriu ao ser preso | Cortesia / Ítalo Timóteo

Dois homens foram detidos nessa segunda-feira (2) depois de tentarem matar mãe e filho dentro da casa onde vivem, no Bairro Nossa Senhora da Saúde, na cidade de Piranhas, no Sertão de Alagoas.

Em depoimento na delegacia da cidade, Rubia Cassiano de Araujo contou que a dupla ficou rondando a casa onde ela estava com seu filho, Wesley Cassiano de Araújo. O alvo seria o rapaz, por isso ela se colocou entre os atiradores e o filho, que fugiu pelos fundos da residência. O atirador ainda apontou para sua cabeça e puxou o gatilho, mas a arma falhou.

Eles fugiram, mas momentos depois retornaram e atiraram contra os moradores. Estilhaços feriram a idosa. Próximo dali, uma guarnição da Companhia de Operações Policiais Especiais do Sertão (COPES-Caatinga), ouviu os disparos e foi até o endereço. 

De acordo com informações da polícia, Maurício Ramos da Silva, de 22 anos, e um adolescente de 17 anos foram detidos depois de perseguição e troca de tiros com os policiais. 

Na delegacia, Maurício chegou a zombar da polícia e da situação, alegando que tinha outras armas, inclusive uma pistola PT-100.  Ele foi autuado por porte ilegal de arma e tentativa de homicídio. Já o menor foi autuado por ato infracional pelos mesmos delitos.

"