Alagoas

Arquibancada do Rei Pelé volta a balançar durante comemoração de torcida do CSA

Redação do TNH1 | 23/09/19 - 09h50 - Atualizado em 23/09/19 - 19h25
Reprodução Vídeos

Aconteceu de novo. Vídeos compartilhados nas redes sociais e em grupos de Whatsapp mostram o momento em que a torcida do CSA deixa o estádio Rei Pelé após o jogo contra o Ceará, pela Série A do Campeonato Brasileiro, enquanto há um assustador movimento das arquibancadas. Os vídeos foram gravados na noite desse domingo (22).

Os dois registros mostram claramente que há movimentos nas estruturas de concreto do estádio, o que assusta quem assiste, mas parece não assustar quem está no local, que comemora o resultado do jogo.

Assista:

A assessoria de comunicação da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Selaj) encaminhou uma nota no início da noite desta segunda (23). Confira na íntegra:

A Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude-SELAJ, informa que a construção do Estádio Rei Pelé foi projetada para ter estrutura de balanço, que ao tomar conhecimento na manhã desta segunda-feira (23/09) de vídeo publicado em rede social sobre a preocupação de torcedores com o balanço de determinado setor da arquibancada, contactou engenheiros especializados e responsáveis pelo acompanhamento do Estádio para verificar se o balanço apresentado está dentro da normalidade ou se há alguma anomalia que necessite de alguma intervenção. Informa, ainda, que está em andamento a confecção do Laudo de Estabilidade Estrutural de todo o Estádio, para verificar a estrutura do Estádio de forma aprofundada e detalhada.

Outros casos

Em março deste ano, outro vídeo que mostrava a movimentação da estrutura do estádio foi exibido aqui pelo portal TNH1. Na oportunidade, o presidente do Clube de Engenharia de Alagoas, Aloísio Ferreira, disse que a estrutura foi feita para aguentar os impactos das torcidas, mas que realmente é preciso analisar as condições do local.

Leia também: O futebol de Alagoas viveu um final de semana próximo da perfeição

Em fevereiro de 2015, parte do piso das arquibancadas onde se localizam as cadeiras especiais rachou durante um jogo entre CSA e CEO. De acordo com o que foi apurado na época pelo TNH1, a torcida ainda comemorava, quando ouviu-se um estrondo e, em seguida, a correria de torcedores. A reportagem apurou que a enorme rachadura compreendeu um espaço entre 21 cadeiras e constatou também que havia dois locais que também podem sofrer o mesmo tipo de fissura.