Maceió

Asfalto ficou com rastro de sangue do pit bull, conta veterinário

Wiliam Rocha | 24/01/20 - 16h59 - Atualizado em 24/01/20 - 17h01
Cortesia - IMA

A crueldade que levou o dono de um pit bull a ser preso no bairro do Mutange nesta sexta-feira, 24, deixou o animal em uma situação crítica, segundo o veterinário Rick Vieira, que examinou o cachorro. O homem carregava o cão desde o bairro do Tabuleiro até o Mutange. Cansado, o pit bull não suportou mais a caminhada e passou a ser arrastado pelo homem em meio ao asfalto quente. 

A violência deixou o animal com sangramentos e queimaduras nas patas, segundo informou o veterinário. 

Um rastro de sangue foi deixado no asfalto por onde o animal passou, contou Vieira ao TNH1.

“Eu estava chegando para trabalhar, pois minha clínica fica nas proximidades do IMA, quando me deparei com populares em torno do cachorro. Perguntei aos funcionários do instituto, e eles me passaram toda a situação. Esse senhor estava passando pela região da PRF, sentido praia, com esse animal andando desde lá de cima em uma temperatura muito elevada”, contou.

Após acionar a Polícia Militar, o veterinário providencou um laudo técnico atestando a situação em que se encontrava o animal.

O agressor foi encaminhado pelo 4° Batalhão de Polícia Militar à Central de Flagrantes, no bairro do Pinheiro, em Maceió.