Saúde

Ayres: "Profissionais de saúde estão extremamente esgotados"

TNH1 | 04/03/21 - 18h20 - Atualizado em 04/03/21 - 18h31

Durante coletiva, na tarde desta quinta-feira (04), quando foi anunciado que o estado retornou à Fase Amarela do Plano de Distanciamento Social Controlado, o secretário Alexandre Ayres destacou o trabalho dos profissionais da Saúde neste um ano de pandemia.

“Hoje falo em nome dos profissionais de Saúde de Alagoas, que estão extremamente esgotados. Estamos completando nessa semana um ano desde o primeiro caso em Alagoas e os profissionais têm dado resultado espetacular”, disse o secretário.

Ayres reforçou a importância da colaboração da população para conter a contaminação pelo novo coronavírus. “Não conseguiremos continuar apresentando bons resultados se não tivermos decisivamente a participação da população. Faço o pedido a você que ainda não se conscientizou, que ainda não entendeu a sua importância nesse processo, pare para refletir para que não tenhamos nos próximos dias mais mortes em Alagoas e principalmente para que não tenhamos mortes com nomes de pessoas conhecidas das suas famílias. Queremos evitar que Alagoas figure nos mapas negativos do Brasil, assim como outros estados têm apresentado desfiles de caminhões com caixões, pessoas desesperadas por informações em hospitais, falta de oxigênio”, afirmou.

Leitos

Ayres também falou sobre a ocupação hospitalar no estado. "Estamos com 72% de ocupação dos leitos de UTI. Este patamar está entre os menores do País no momento. Temos 19 estados mais o Distrito Federal com ocupação acima de 80%. Chegamos em um momento em que se a população não contribuir, um momento muito crítico, se não tivermos a conscientização do cidadão alagoano e a noção do seu protagonismo nesse desafio, a gente não vai conseguir vencer esse desafio e caminharemos para dias difíceis em Alagoas”, alertou. 

“Faço esse pequeno desabafo clamando para que a população alagoana dê o seu exemplo de civilidade e que contribua para que a gente possa superar esse momento. Nenhum de nós aqui queria restringir o comércio, diminuindo horários de funcionamento de bares e restaurantes. Isso dói também na gente. Mas chegou um momento que precisávamos tomar uma atitude para que a coisa não piore. Vamos manter a esperança”, finalizou o secretário estadual de Saúde.

Alagoas tem quase 600 pessoas internadas

Ainda na coletiva, o governador Renan Filho detalhou sobre o número de pacientes internados nos hospitais do estado.

"Temos 594 pessoas internadas por Covid. Se estão internadas, significa que são casos graves, que estão correndo risco de morte na rede hospitalar. Já demos ao longo desse ano de pandemia, mais de oito mil altas hospitalares em toda rede de atendimento. Isto significa dizer que somente dos que se hospitalizaram, oito mil vidas foram salvas, fora aquelas que não precisaram de internação, mas foram atendidas nas centrais. Até que a vacina chegue a 70% da população para garantir imunidade de rebanho, esta crise sanitária será prolongada”, disse Renan Filho.