Polícia

Bebê que havia sido sequestrada em Maceió é resgatada pela polícia

TNH1 | 04/01/22 - 07h38 - Atualizado em 04/01/22 - 11h10
Reprodução

A bebê que havia sido sequestrada após sair com a mãe da maternidade em Maceió, nessa segunda-feira, 03, foi encontrada pela polícia após buscas na madrugada de hoje, na capital alagoana. A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça, no início desta manhã.

A recém-nascida foi levada por uma mulher depois de a mãe receber alta médica do Hospital Geral Santo Antônio, no Centro de Maceió. A suspeita havia se apresentado como Paula e afirmado para a genitora que ia cuidar das duas a pedido da irmã dela. Ao deixar a unidade, a mulher entrou em uma van com a menina nos braços e desembarcou na cidade de Rio Largo.

Segundo o delegado Cayo Rodrigues, da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), a suspeita havia perdido um filho recentemente e isso pode ter motivado o sequestro. "É uma situação muito sensível que nos deparamos. Nós conseguimos localizar a criança, estava com uma outra mãe que havia perdido o seu filho, e na tentativa de repor essa perda, acabou efetuando a subtração de outra criança. Estamos agora devolvendo para a verdadeira mãe", disse.

"A mulher estava necessitada de cuidados médicos e estamos encaminhando para a devida assistência. Novos procedimentos serão realizados, mas de forma alguma, iremos deixar de considerar a condição humana nesse caso", continuou o delegado.

Além da Deic, uma equipe do Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (TIGRE) participou da operação que resultou no resgate da menina.

O caso - Uma mulher procurou a polícia para denunciar que teve o bebê sequestrado após deixar a maternidade em Maceió, na noite dessa segunda-feira, 03. A suspeita é uma mulher de 25 anos que teria se passado por amiga da irmã dela para ganhar a confiança da genitora e praticar o crime.

Segundo o 1º Batalhão da PM, uma equipe estava em patrulhamento no bairro Centro quando foi abordada pela vítima, na Rua do Sol. A mãe de 33 anos contou que teve a filha, recém-nascida, levada pela jovem, que havia se apresentado como Paula, moradora do Conjunto Eustáquio Gomes e amiga da irmã. A suspeita então disse à vítima que ia cuidar dela e da criança a pedido da familiar. 

Ao receber alta médica do Hospital Geral Santo Antônio, a mãe saiu com a bagagem que havia levado para a unidade de saúde, enquanto a suspeita colocou a menina nos braços. A vítima explicou que a mulher começou a andar mais rápido para se distanciar e, logo depois, entrou em uma van de Messias, com destino ao município de Rio Largo.

Após deslocamento e diversas abordagens, a polícia encontrou a van num posto de combustíveis, próximo ao Aeroporto Zumbi dos Palmares, porém o cobrador afirmou que a mulher havia descido do veículo, com o bebê no braço, e corrido, não sendo mais vista.