Polícia

Bombeiro militar é preso em Maceió durante operação internacional de combate à pornografia infantil 

Eberth Lins com Rádio Pajuçara | 06/11/20 - 09h08 - Atualizado em 06/11/20 - 13h48
Delegada Adriana Gusmão, junto com policial civil e perito do IC, examinam material apreendido | Foto: Cortesia / Ascom PC

Um homem de 39 anos foi preso no bairro Ponta Verde, em Maceió, suspeito de envolvimento com pornografia infantil, na manhã desta sexta-feira (06). Ele é bombeiro militar, segundo apurou a TV Pajuçara com a Polícia Civil.

A prisão é parte da Operação Luz da Infância, que cumpre hoje mandados em países como Estados Unidos, Argentina, Panamá, Paraguai. No Brasil, além de Alagoas, a operação cumpre 137 mandados de busca e apreensão no Ceará, Goiás, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

De acordo com informações da polícia, divulgadas em primeira mão pela Rádio Pajuçara FM Maceió, o suspeito preso na capital alagoana é solteiro e mora com os pais em um apartamento de luxo.

No apartamento, policiais civis apreenderam dois HDs, um notebook e um smartphone onde estavam  armazenados materiais de pornografia infantil.

Ele foi encaminhado à Central de Flagrantes, no bairro Pinheiro, onde ficará à disposição da justiça. O suspeito foi autuado nos termos do Artigo 241, “b”, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

"Durante a prisão, ele repetiu um discurso comum de quem consome esse tipo de conteúdo, que é dizer não saber que o arquivo se tratava de pornografia infantil. Mas o detalhe é que não é só um arquivo", informou a polícia à Rádio Pajuçara FM.  

Ainda de acordo com a polícia, conforme as investigações, os pais do suspeito não têm conhecimento do conteúdo criminoso que estava armazenado em aparelhos do apartamento.

Corpo de Bombeiros emite nota

"O Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas, na manhã do dia 06 de novembro de 2020, recebeu a informação de que um de seus integrantes havia sido detido na cidade de Maceió em uma operação policial internacional de combate à pedofilia e à pornografia infantil.

Como prevêem os regulamentos militares nessas situações, a corregedoria Geral da Corporação tem acompanhado atenciosamente os fatos para proceder, em caso de necessidade, com o devido processo legal, à luz dos regulamentos, nas instâncias administrativas e penais militares.

Diante dessas graves acusações, o Comando do Corpo do Bombeiros Militar de Alagoas vem reforçar que a Corporação, enquanto instituição renomada e com alta credibilidade junto à sociedade alagoana, repudia veementemente desvios de conduta e abusos de qualquer natureza contra qualquer grupo vulnerável de nossa sociedade, especialmente contra menores, cuja a proteção e formação é alvo de diversas ações sociais promovidas há anos pela Corporação".