Polícia

Câmera em colete à prova de balas mostra perseguição a assaltantes de banco

TNH1 | 03/09/19 - 10h58 - Atualizado em 03/09/19 - 11h05
Reprodução / Vídeo

Uma câmera no colete à prova de balas do delegado Fábio Costa, da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), mostrou parte da ação policial que resultou ontem (2) na morte de 9 suspeitos de assaltos a bancos. A operação, denominada Apocalipse, ocorreu em Girau do Ponciano, Agreste de Alagoas.

De acordo com Costa, o delegado da Seção de Roubos a Bancos, Cayo Rodrigues, identificou uma movimentação suspeita de assaltantes e montou a operação para tentar evitar ataques em Alagoas.

A intenção da polícia era evitar um roubo com reféns e uso de explosivos, mas, caso não conseguissem chegar a tempo, os policiais seguiriam em busca da rota de fuga dos criminosos.

A movimentação suspeita do grupo, segundo o delegado Rodrigues, foi a invasão recente de cidades do interior de outros estados do Nordeste para roubar agências bancárias. "Temos poucas informações, mas a ideia é colher in loco, para agir de modo preventivo, e evitar uma ação que possa colocar em risco a população do interior do estado", disse o delegado, horas antes do início da operação, ainda na tarde de domingo (1).

As imagens

No vídeo, é possível ver quando as viaturas da polícia se aproximam dos veículos que seriam dos criminosos. Na estrada, já à noite, é possível ouvir um intenso tiroteio.

Ao amanhecer, no dia 2, as imagens mostram quando as viaturas da Polícia Militar e Polícia Civil já encontram uma picape preta que seria do bando criminoso.

A perseguição continua a pé pela cidade de Girau, e depois chega a uma região mais afastada do centro. Dois suspeitos presos são mostrados nas imagens. Os mortos não chegam a ser mostrados.

Assista:

"