Televisão

Câmera Record entrevista acusado de ser mandante de chacinas no Pará

Record TV | 26/05/19 - 12h05 - Atualizado em 24/05/19 - 14h01
Divulgação / Record TV

Neste domingo (26) o Câmera Record traz, com exclusividade, detalhes sobre o andamento da investigação de duas chacinas no Pará, ocorridas em março deste ano, que tiveram repercussão mundial. Pela primeira vez na TV, Fernando Rosa Filho, o grileiro acusado de ser o mandante do crime, fala sobre a acusação.

A equipe de reportagem obteve acesso a documentos que apontam que ele contratou quatro pistoleiros para assassinar a defensora do meio ambiente Dilma Ferreira Silva. Na emboscada, o marido e um colega de família também foram mortos em um bar na cidade de Baião, sudoeste do Pará.

Ao ser questionado sobre o assunto, o grileiro desconversa. "Por que eu mataria Dilma? Eu nem a conhecia", respondeu ele. Na noite do crime, horas antes, os pistoleiros tinham executado com tiros na cabeça três funcionários da fazenda de Fernando e, em seguida, carbonizaram os corpos.

O programa vai mostrar quais foram os motivos que levaram a essa barbárie e qual a relação entre os casos.

O Câmera Record vai ao ar domingo, logo depois do Domingo Espetacular, às 23h15.